Quando usar remédios emagrecedores?

de Roberto Pereira - Nutricionista
remédios emagrecedores

Você sabia que os remédios emagrecedores podem se constituir numa ótima solução para quem deseja perder peso? Ao contrário do que muitos pensam, eles não são tão vilões assim.

Muito pelo contrário, pode ser a luz no fim do túnel para quem já fez de tudo para emagrecer e não consegue.

Entretanto, para que eles possam desempenhar a função para o qual foram destinados, é essencial fazer o uso correto sob as indicações certas.

Caso contrário, eles se transformarão em vilões e causarão sérios danos à saúde. Hoje vamos falar sobre eles trazendo as indicações, contraindicações e mais! Confira! 

Sobre os remédios emagrecedores

Remédios emagrecedores como o próprio nome sugere são medicamentos utilizados para emagrecer.

Esses produtos são manipulados em laboratórios e vendidos em farmácias. Precisam de receita médica para comprá-los, mas algumas empresas clandestinas acabam vendendo esses medicamentos sem a receita.

Algumas pessoas não indicam o uso desses medicamentos justamente por ser um produto manipulado. Como tal é passível de gerar efeitos colaterais.

Se for utilizado juntamente com outras medicações pode provocar reações químicas. Inclusive, o remédio emagrecedor pode até perder o seu efeito.

Porém, o que muitas pessoas ignoram é que em muitos casos, o emagrecimento só é possível por meio da utilização desses medicamentos.

Por isso, eles existem e fazem efeito quando usados de forma correta e nas devidas indicações. Por falar em indicações, conheça quais são elas no tópico a seguir.

Indicações dos remédios emagrecedores

Remédios emagrecedores só são indicados nos casos onde a pessoa não consegue emagrecer com alimentação saudável e a prática de exercícios físicos. 

Nesses casos, os medicamentos atuam inibindo o apetite para que a pessoa coma menos, aumentam a sensação de saciedade e absorvem a gordura ingerida.

Entretanto, para que esses produtos façam efeito, é necessário que eles sejam ingeridos de acordo com a recomendação médica. Caso contrário irá provocar o efeito sanfona além de sérios riscos à saúde.

Cada organismo é singular e por esse motivo requer uma análise dos fatores que estão impedindo a redução de peso.

Quem faz a indicação desses remédios é o médico endocrinologista. Geralmente, os medicamentos são indicados para pessoas que sofrem com diabetes, doenças cardíacas e pressão alta.

Quando há a presença de outras doenças que interferem no emagrecimento, remédios também podem ser indicados.

Quais as contraindicações?

Os remédios emagrecedores não são indicados em todos os casos onde há dificuldade para emagrecer. Até porque problemas emocionais podem interferir no processo de redução de peso.

Outras doenças também podem atrapalhar esse processo. Nesses casos, a causa do problema é que deve ser tratada primeiro. 

É por isso que é necessário procurar a orientação de um médico. É ele quem vai dizer se a pessoa precisa da utilização de um remédio ou não.

Em casos de pessoas saudáveis, os medicamentos não são indicados. Se usados quando não houver nenhuma comorbidade, prejuízos sérios podem ser provocados no organismo.

Outro ponto a ser observado é o Índice de Massa Corporal. Se for inferior a 30 os remédios também precisam ser descartados, ainda que haja doenças associadas, como pressão e colesterol altos.

Nesses casos, é bom optar por produtos naturais, como suplementos alimentares e aliá-los a uma alimentação saudável e exercícios.

Riscos dos remédios emagrecedores

Os remédios emagrecedores podem ser a solução para quem está tentando obter um corpo magro. Entretanto, como são produtos manipulados em laboratórios e que alteram o padrão de funcionamento do organismo, eles podem causar alguns riscos à saúde. Esses riscos aparecem quando não são seguidas as indicações. 

Nesses casos, os medicamentos para emagrecer podem ocasionar dependência química, efeitos colaterais como insônia e alterações cardíacas e gastrointestinais. 

Além disso, outros problemas também podem ocorrer caso esses remédios sejam tomados desnecessariamente. Veja abaixo quais são eles:

  • Ansiedade;
  • Anemia;
  • Enjoo;
  • Depressão;
  • Sensação de boca seca;
  • Hipertensão pulmonar;
  • Diarreia ou prisão de ventre;
  • Acidente Vascular Cerebral;
  • Alteração da frequência cardíaca.

Veja que os medicamentos para emagrecer são produtos muito sérios. Eles devem ser tomados estritamente sob orientação médica. Por isso, cuide da saúde e por maior que seja a sua vontade de perder peso, não faça loucuras. Existem alternativas para emagrecer de maneira saudável. Utilize remédios apenas nas indicações citadas acima.

Até a próxima leitura!

You may also like

Deixe um comentário